Vídeos de pesca em água salgada e dicas de especialistas

Pesca de pargos de mangue

Mangrove Snapper Fishing no Golfo

Como fazer: pesca de pargo em mangue

Conheça seu alvo:

O pargo-do-mangue, também conhecido como pargo-cinzento, é um peixe costeiro comum encontrado nas águas costeiras da Flórida. Eles são conhecidos por sua cor rosa-avermelhada com linhas azuis fracas nas costas.

Mangrove Snapper Fishing no Golfo do México

Melhores locais para Mangrove Snapper:

Rochas costeiras e planos de grama.
Pontes, cais e cais, especialmente aqueles com crescimento de cracas.
Perto de manguezais e bares de ostras.

Melhores épocas para Mangrove Snapper:

Durante as marés cheias ou cheias, quando os pargos chegam para se alimentar.
De manhã cedo ou no final da tarde, embora piquem ao longo do dia.

Equipamento de pesca de pargo de mangue:

Cajado:
Ação média-leve a média.

Bobina:
Bobinas giratórias de tamanho 2000 a 4000.

Linha:
Linha trançada de 10-20 libras.

líder:
Fluorocarbono de 20-30 lb, que é menos visível debaixo d'água.

Iscas preferidas para pargos de mangue:

Camarões vivos, sardinhas ou pequenos pinfish.
Corte iscas como tainha ou sardinha.

Gabaritos artificiais ou plásticos macios imitando iscas ou camarões.

Técnicas de pesca de caranga de mangue:

Forro livre:
Use um camarão vivo ou isca sem peso.

Pesca de fundo:
Use um equipamento pesado para manter a isca perto do fundo.

Estourando cortiça:
Suspenda a isca por baixo para mantê-la fora do fundo, mas dentro da zona de ataque.

Dicas de pesca de caranga de mangue:

Seja paciente e atencioso; os pargos podem ser nibblers.
Use anzóis circulares para facilitar a remoção do anzol e reduzir os danos aos peixes.


Chumming a água pode atrair e manter os pargos em sua área de pesca.

Manuseio e Conservação:

Use uma ferramenta de desenganchar para remover os ganchos com segurança.
Siga os regulamentos estaduais locais para limites de tamanho e bolsa.
Pratique o pesque e solte sempre que possível para garantir que a população de peixes permaneça saudável.


Pescar pargos de mangue ao longo da Costa Natural da Flórida pode ser uma experiência gratificante. Com o conhecimento, equipamento e técnicas corretos, você pode aumentar suas chances de capturar o Mangrove Snapper.

Assista ao vídeo: Capturando o pargo-do-mangue

NOVO EPISÓDIO DOMINGO às 2:XNUMX EST

Pesca de manguezais na costa natural da Flórida

Melhores épocas para pegar Mangrove Snapper

estaçõesmelhores habitatsComentários
PrimaveraPontes e caisOs pargos aproximam-se das estruturas para alimentação e proteção.
Planos de gramaEles se alimentam ativamente em águas mais quentes.
rochas costeiras
Verãoperto de manguezaisÉpoca de desova; eles são encontrados em maior número.
Barras de ostrasProcure áreas com bom fluxo de água.
Recifes Artificiais
CairPlanos de gramaEles se alimentam para se preparar para os meses mais frios.
rochas costeirasProcure estruturas com águas profundas próximas.
Pontes e cais
InvernoCanais profundosEles se movem para águas mais profundas para se manterem aquecidos.
Perto de EntradasProcure áreas com corrente mínima.

Lembre-se, embora as estações e os habitats possam orientá-lo, as condições locais, a temperatura da água e a disponibilidade de presas também podem influenciar a presença e o comportamento do pargo do mangue. É sempre uma boa ideia pedir informações atualizadas aos pescadores locais ou às lojas de iscas.

Melhores iscas e iscas para Mangrove Snapper

HabitatsMelhores iscasMelhor Isca Viva
Pontes e caisGabaritos, camarão de plástico macioCamarão Vivo, Pinfish
Planos de gramaEstourando Cortiça com Plásticos MaciosSardinhas, Camarão Vivo
rochas costeirasGabaritos de metal, CrankbaitsTainha, Sardinha
perto de manguezaisPeixinhos de plástico macio, imitação de camarãoCamarão Vivo, Caranguejo
Barras de ostrasGabaritos ponderados, plásticos maciosPeixinhos de Lama, Caranguejo
Recifes ArtificiaisGabaritos verticais, rabos de remo de plástico macioCamarão Vivo, Lula
Canais profundosCrankbaits de mergulho profundo, gabaritos pesadosIsca Cortada (Tainha, Sardinha)
Perto de EntradasColheres, Twitch BaitsPinfish, Camarão Vivo

Captura de outras espécies de peixes

Ao visar pargos de mangue no Golfo do México, os pescadores geralmente encontram uma variedade de outras espécies.

Pesca de caranga de mangue garoupa vermelha pequena

Não é incomum pescar Red Snapper ou Red Grouper, especialmente perto de estruturas mais profundas ou recifes offshore. A garoupa, especialmente a garoupa vermelha e a garoupa, pode morder a isca ao pescar perto de pilhas de pedras ou saliências.

A cavala, com seus ataques rápidos, pode ser um visitante frequente de sua isca, especialmente quando pesca com iscas brilhantes perto da superfície (pesca de linha plana).

Blackear Wrasse Pescando na Costa do Golfo da Flórida

O bodião-preto, nativo do Atlântico ocidental tropical, é comumente encontrado na costa oeste da Flórida.

Embora não sejam o alvo principal da maioria dos pescadores, sua aparência marcante os torna uma surpresa se acertarem sua isca.

Esses peixes associados aos recifes são caracterizados por seus corpos alongados, cores vibrantes que variam do verde ao azul e a distinta marca preta atrás dos olhos, que lhes dá o nome.

Preferindo substratos rochosos e recifes de coral, o bodião-preto se alimenta principalmente de pequenos invertebrados, incluindo crustáceos e moluscos.

Além disso, o carneiro, reconhecido por suas distintas listras pretas, geralmente compartilha habitats com pargos de mangue e pode ser capturado usando iscas semelhantes, principalmente em torno de estacas e barras de ostras.

Barracuda por pesca de pargo de mangue

Pescando no oleoduto do Golfo para Red Snapper

Outras espécies de “recifes”

Outra captura acidental que os pescadores podem experimentar ao pescar pargos de mangue no Golfo do México inclui grunhidos-chave.

Key Grunt Fish por pesca de pargo de mangue

Esses peixes, nomeados pelo ruído de grunhido que produzem, costumam frequentar os mesmos habitats rochosos e de recife que o pargo de mangue. Seu corpo prateado com um tom amarelo e linha lateral distintamente arqueada os torna facilmente distinguíveis.

Os grunhidos são atraídos por iscas semelhantes e, embora possam não ser o alvo principal, são conhecidos por sua carne delicada e saborosa.

Além disso, rêmoras ou “sugadores de tubarões” podem se prender à isca ou até mesmo ao peixe que você está pescando.

peixe rêmora por capturar pargo de mangue pescando

Reconhecíveis por suas cabeças achatadas e pela estrutura em forma de ventosa no topo, as rêmoras são frequentemente vistas presas a animais marinhos maiores, como tubarões, utilizando-os como meio de transporte e alimentando-se dos restos de seu hospedeiro.

Embora não sejam normalmente procurados pelos pescadores, podem adicionar um elemento de surpresa à captura.

Explore Mais

Pesca de atum Blackfin no Golfo

Pesca de atum Blackfin no Golfo

Pesca de Atum Blackfin

O atum Blackfin é um peixe de caça rápido e forte comumente encontrado em águas quentes. Eles podem ser capturados no Oceano Atlântico, Golfo do México e Mar do Caribe.

Assista ao vídeo: Atum Blackfin do Golfo do México e Red Snapper

Cuidado: Este vídeo sobre a captura de atum preto é uma aventura imprevisível e cheia de emoção. Prepare-se para momentos emocionantes e resultados inesperados. Nossa linguagem pode ficar animada, mas é tudo muito divertido enquanto celebramos a perseguição. A Landed continua a melhorar o conteúdo do vídeo e o idioma é uma preocupação importante nossa. A discrição do espectador é aconselhada para aqueles alérgicos ao entusiasmo descarado e que preferem uma experiência de pesca mais tranquila.

Sobre o Atum Blackfin

O atum Blackfin, o menor da família do atum, é uma captura apreciada em águas offshore mais quentes. É identificável pelo dorso azul escuro, ventre prateado e faixa amarela. Esta espécie rápida e ágil, pesando entre 5 a 30 libras, é encontrada em torno de recifes, naufrágios e áreas de alto mar, atraindo os entusiastas da pesca em alto mar tanto pelo seu desafio quanto pelo seu sabor.

Para pescar o atum Blackfin, os pescadores costumam usar corrico com gabaritos de penas ou plugues de cedro e pescar com isca viva com sardinhas, sardinhas ou arenque. Estas técnicas, eficazes em torno de estruturas offshore, requerem adaptação ao comportamento dos peixes e às condições ambientais. Conhecido por sua luta vigorosa, o atum Blackfin é um dos favoritos entre os pescadores esportivos.

Como pescar atum Blackfin

A escolha do melhor local para a captura do atum Blackfin envolve a consideração de vários fatores-chave. O atum é normalmente encontrado em águas mais quentes, portanto, monitorar a temperatura da superfície do mar pode ser benéfico. Procure áreas onde convergem águas quentes e frias, pois são provavelmente ricas em iscas, atraindo atum.

Temperaturas atuais da superfície da água no Golfo do México

Os pescadores hoje têm acesso a algumas vantagens realmente grandes. A Internet pode fornecer uma riqueza de informações sobre as correntes da água e a temperatura da superfície do mar.

É importante concentrar-se em estruturas subaquáticas como plataformas petrolíferas, recifes e declives, uma vez que o atum Blackfin frequentemente se reúne em torno destas áreas para se alimentar. O uso da tecnologia sonar pode ajudar a identificar essas estruturas e a presença de peixes. Além disso, a época do ano pode ser importante, uma vez que a migração e os hábitos alimentares do atum-preto mudam sazonalmente.

Antes de sair, verifique alguns relatórios de pesca locais e o conhecimento de pescadores experientes pode fornecer informações sobre capturas recentes, bem como sobre locais de pesca bem-sucedidos. A combinação dessas estratégias aumenta as chances de captura de atum preto no Golfo do México.

Equipamento de pesca para atum blackfin

Informações importantes sobre artes de pesca para melhorar suas chances de pescar atum preto no Golfo:

Vara e molinete de pesca para atum:

Vara giratória média-pesada a pesada ou uma vara convencional de ação rápida. Combine-o com um carretel de alta qualidade capaz de aguentar a luta.

Linha de pesca do atum:

Dependendo do tamanho do atum, enrole seu molinete com uma linha de pesca forte e resistente à abrasão, normalmente na faixa de teste de 20 a 60 libras.

Melhores épocas para pescar atum blackfin

Hora de pegar o atum Blackfin

No Golfo, geralmente a alta temporada do atum-preto vai do final da primavera ao início do outono.

Durante este período, as águas quentes atraem grandes cardumes de atum-preto, sendo a altura ideal para a sua captura.

Onde pescar atum blackfin

Blackfin Tuna pode ser encontrado em vários locais ao largo da costa da Flórida.

Uma área particularmente frutífera é a Corrente do Golfo, que corre ao longo da costa leste do estado.

Melhores Técnicas de Pesca para Capturar o Atum Blackfin

Várias técnicas de pesca, como corrico com cedro ou plugues Yo-Zuri, ilhéus, softheads e ballyhoo podem ajudar a capturar o atum Blackfin, a abordagem mais bem-sucedida no Golfo do México envolve chumming, chunking e isca viva.

Entre essas técnicas, o amaciamento com bonito fresco mostra-se altamente eficaz, embora o bonito congelado, a cavala de Boston, a cavala ou outras iscas disponíveis também possam servir como alternativas adequadas.

Melhores iscas e iscas para capturar atum Blackfin

O atum blackfin, uma captura apreciada por muitos pescadores, responde bem a uma variedade de iscas, tanto vivas como artificiais.

Isca viva para pesca de atum Blackfin:

Para iscas vivas, peixes pequenos como sardinhas, sardinhas e arenques são particularmente eficazes.

Essas iscas imitam as presas naturais do atum negro, tornando-as irresistíveis quando pescadas ou levadas à deriva em áreas onde esses atuns se alimentam.

Sardinhas, arenques ou pequenos bonitos são excelentes iscas vivas para o atum-preto.

Iscas Artificiais:

As iscas artificiais para atum incluem gabaritos de penas, tampões de cedro e iscas de pequeno a médio porte em cores que imitam peixes-isca, como azul, prata e verde, provaram ser bem-sucedidas.

O segredo das iscas artificiais é imitar o movimento e a aparência da presa natural do atum, muitas vezes conseguido através de técnicas específicas de recuperação que criam uma ação realista na água.

Penas, gabaritos ou plugues de mergulho nas cores prata, azul ou rosa são escolhas eficazes. Trolling com iscas ou iscas manipuladas é um método popular.

Seja com iscas vivas ou artificiais, a chave do sucesso está em compreender os hábitos alimentares do atum negro e adaptar a sua técnica às condições do dia.

Técnicas de Pesca do Atum Blackfin

Trolling para o atum blackfin:

Os atuns são alguns dos nadadores mais rápidos do Golfo. Mantenha uma velocidade de cerca de 6 a 8 nós enquanto o corrico está dentro da capacidade do atum, no entanto, variar a velocidade para cima ou para baixo pode ser necessário para atrair um ataque.

Espalhando:

Use estabilizadores ou downriggers para espalhar suas linhas e pescar a coluna de água apresentando várias iscas em diferentes profundidades.

Áreas-alvo para o atum

Procure por atividades visíveis de pássaros na superfície e/ou “mergulho”, detritos flutuantes, linhas de ervas daninhas ou quebras de temperatura, já que o atum-preto geralmente se reúne em torno desses recursos.

“Chunking” para atum

Chunking envolve a criação de uma mancha de pequenos pedaços de baitfish na água para atrair Blackfin Tuna. Comece pegando iscas frescas, como sardinhas ou sardinhas, e corte-as em pedaços pequenos.

Chum Slick para atum:

Crie uma mancha de chum usando uma mistura de iscas picadas, óleo de peixe e substâncias que melhoram o cheiro.

Espalhe esses pedaços atrás de seu barco enquanto solta periodicamente pedaços maiores presos a ganchos. Esta técnica muitas vezes se mostra altamente eficaz em atrair o atum-preto para a superfície e alimentação.

Gabaritos para Atum Blackfin:

O jigging vertical também pode ser usado para a captura de atum blackfin:

Use gabaritos pesados ​​na faixa de 2 a 6 onças com uma recuperação rápida.

Solte o gabarito na profundidade desejada e levante e solte rapidamente a ponta da haste para criar uma ação atraente.

A corrente quente dos Gulfstreams cria um habitat ideal para o atum Blackfin e serve como uma importante rota migratória para seus padrões de alimentação.

Além disso, os principais pontos de pesca do atum preto na Flórida incluem áreas populares como Tampa, Islamorada, Key West e Fort Lauderdale.

Dicas para pescar o atum Blackfin:

Lidar com a luta do atum e processo de desembarque.

Tentar superar peixes grandes e poderosos como o atum pode ser uma estratégia perigosa. Em vez disso, uma vez enganchado, deixe o atum correr, somente quando o atum negro desacelerar, comece a trabalhar o peixe alavancando-o com a ponta da vara e enrolando-o enquanto abaixa a ponta da vara.

Desembarque de atum Blackfin:

Esteja preparado para uma luta animada, pois o atum-preto é conhecido por seus saltos acrobáticos e corridas fortes.

Mantenha uma pressão constante na linha enquanto permite que o peixe corra.

Quando você fisgar um atum Blackfin ou qualquer peixe esportivo grande, é crucial manter uma pressão constante e consistente na linha.

Evite sacudir ou cambalear com muita força, pois isso pode levar à quebra da linha ou à saída do anzol.

Em vez disso, aplique pressão constante usando a força da haste e o posicionamento do seu corpo.

Mantenha a linha esticada e aplique pressão quando o peixe estiver correndo e depois diminua um pouco quando ele mudar de direção ou desacelerar.

Esta técnica ajuda a cansar o peixe gradualmente, sem causar esforço desnecessário no equipamento.

Utilize o sistema de arrasto Rod and Reel:

O sistema de arrasto em seu molinete é uma ferramenta vital ao lutar contra peixes esportivos maiores.

Defina o arrasto corretamente com base na força da linha e no tamanho do peixe, permitindo que ele solte a linha sob pressão para evitar uma quebra repentina.

O arrasto deve ser forte o suficiente para cansar o peixe, mas ainda ceder quando o peixe fizer corridas poderosas.

Ajuste o arrasto suavemente durante a luta, se necessário, dependendo do comportamento do peixe e da sua situação de pesca.

Um sistema de arrasto bem ajustado pode ajudá-lo a evitar quebras de linha e manter o controle da luta.

Mecânica corporal adequada ao lutar contra o atum Blackfin

Mantenha sua postura ampla e equilibrada, distribuindo seu peso uniformemente. Isto proporciona estabilidade e evita que você seja facilmente desequilibrado pelas poderosas corridas do peixe.

Use suas pernas, núcleo e ombros para gerar força enquanto cambaleia, em vez de depender apenas de seus braços. Envolver esses grupos musculares maiores reduz a fadiga e permite que você exerça mais força durante a luta.

Tente mantenha uma boa postura e evite inclinar-se excessivamente para trás, pois pode comprometer seu controle sobre a cana e o molinete.

Limites de tamanho do atum blackfin no Golfo

Área de pesca Limite mínimo de tamanho (polegadas)
Águas Federais 20
Estado do Alabama 16
Estado da Flórida 20
Estado da Louisiana 14
Estado do Mississippi 14
Estado do Texas 16

Quando o atum estiver esgotado, use um arpão ou uma rede de aterrissagem para trazê-lo a bordo.

Familiarize-se com os regulamentos de pesca locais e os limites de tamanho do atum preto em sua área. Pratique sempre uma pesca responsável para garantir a sustentabilidade desta espécie para as gerações futuras.

Explore Mais

Perguntas frequentes sobre o atum blackfin

Sim, você pode pescar atum preto junto com atum rabilho (protegido) e atum albacora no Golfo do México.
Os melhores lugares para pescar atum-preto no Golfo do México incluem áreas próximas a plataformas de petróleo, declives, estruturas subaquáticas e linhas de ervas daninhas.
A melhor época do ano para pescar atum-preto no Golfo do México é normalmente durante os meses de primavera e verão, de março a setembro.
O limite de pesca de atum preto no Golfo do México é de 2 peixes por pessoa por dia, com um limite mínimo de tamanho de 20 polegadas de comprimento do garfo.
Para o atum-preto, recomenda-se a utilização de fiação média a pesada ou aparelhagem convencional com carretilha de alta qualidade capaz de lidar com a força e a velocidade desses peixes. Use linha trançada com resistência de teste de cerca de 40 a 60 libras e líderes de fluorocarbono em resistências semelhantes, dependendo do tamanho.
Sabe-se que o atum blackfin é atraído por uma variedade de iscas e iscas. Algumas opções populares incluem iscas vivas, como pequenas sardinhas, arenque de barbatana ou peixinhos de charuto. Para iscas, tente usar iscas de corrico de tamanho pequeno a médio, gabaritos de penas ou colheres de metal brilhante.
Bons pontos de pesca para o atum-preto no Golfo do México incluem áreas ao redor de plataformas de petróleo, estruturas subaquáticas, declives, linhas de ervas daninhas e recifes offshore.
O atum blackfin geralmente varia em tamanho de 10 a 30 libras no Golfo do México, embora espécimes maiores pesando até 40 libras ou mais não sejam incomuns. Eles são conhecidos por sua força e agilidade, tornando-os uma captura emocionante para os pescadores.
O atum blackfin geralmente varia em tamanho de 10 a 30 libras no Golfo do México, embora espécimes maiores pesando até 40 libras ou mais não sejam incomuns. Eles são conhecidos por sua força e agilidade, tornando-os uma captura emocionante para os pescadores.
Sim, existem regulamentos de pesca para o atum preto no Golfo do México. O limite do saco é de 2 peixes por pessoa por dia, com um limite de tamanho mínimo de 20 polegadas de comprimento do garfo. No entanto, é essencial manter-se atualizado sobre os regulamentos de pesca mais recentes, consultando os regulamentos locais, pois as regras podem mudar.

Red Snapper: Oleoduto Gulfstream

Pescando no oleoduto Gulfstream no Golfo do México

Cantarilho, truta e cabeça de carneiro: padrões sazonais de peixes costeiros de água salgada

Padrões sazonais de peixes costeiros




Padrões sazonais de pesca de peixes costeiros de água salgada:

Cantarilho, Truta, Robalo e Cabeça de Carneiro

A pesca costeira em água salgada é muito divertida, mas compreender os padrões sazonais das espécies-alvo torna-se fundamental para o sucesso.

Assista ao vídeo: Pegando peixes no outono

Cantarilho • Truta • Robalo

Mudanças comportamentais que ocorrem com os peixes ao longo do ano, os pescadores podem ajustar suas estratégias de pesca e aumentar as chances de desembarcar a próxima captura.

Padrões sazonais de peixes costeiros: cantarilho, truta e cabeça de carneiro

Guias para captura de peixes de água salgada: espécies

Captura de cantarilho: padrões sazonais

cantarilho peixe costeiro espécies de peixes de água salgada

Capturando Cantarilho da Primavera

Cantarilho da primavera em planícies rasas

À medida que as temperaturas sobem, os cantarilhos tornam-se mais ativos. Durante a primavera, eles se envolvem em atividades de desova e exibem comportamentos alimentares agressivos. Os pescadores devem concentrar seus esforços em planícies rasas e leitos de grama, onde os cantarilhos procuram crustáceos e iscas.

Cantarilho de verão

Táticas de pesca em clima quente

Nos meses de verão, os cantarilhos tendem a ser mais ativos durante as partes mais frias do dia, como de manhã cedo e tarde da noite. Eles buscam alívio do calor movendo-se para áreas mais profundas e sombreadas. Os pescadores devem visar estruturas e áreas com bom fluxo de água.

Cantarilho de outono

Marsh Magic: visando cantarilhos em estuários durante o outono

O outono traz um comportamento migratório para os cantarilhos à medida que se movem de águas abertas para estuários e pântanos. Esta temporada é marcada por uma alimentação agressiva e pela formação de grandes cardumes. Os pescadores devem procurar cardumes de iscas e concentrar seus esforços nas barras e estruturas de ostras.

Peixe vermelho de inverno: desacelerando

Táticas de Inverno

Com temperaturas de água mais baixas, os cantarilhos apresentam um metabolismo mais lento e atividade alimentar reduzida. Os pescadores devem concentrar seus esforços em buracos profundos, canais e áreas com estruturas onde os cantarilhos buscam abrigo do frio.

Planos de grama de pesca para cantarilho

Captura de trutas: padrões sazonais

Captura de truta salpicada Costa do Golfo Pesca truta marinha

Truta da primavera: tempo de transição

Grass Flats Delight: estratégias de primavera para pescadores de truta

Durante a primavera, a truta faz a transição de seus padrões de inverno. Eles se movem de áreas mais profundas para planícies de grama mais rasas e bares de ostras, alimentando-se ativamente de camarões e pequenos peixes-isca. Os pescadores devem se concentrar nessas áreas usando iscas vivas ou artificiais.

Horário nobre para a pesca da truta de verão

Estratégias para pescadores de trutas de verão

No verão, a truta tende a se alimentar durante as partes mais frias do dia - de manhã cedo e tarde da noite. Eles procuram águas mais frias e profundas perto de estruturas como docas ou pontes. Os pescadores devem ajustar seus horários de pesca e focar nessas áreas.

Truta de outono: frenesi de alimentação

Segredos da estrutura: segmentação de trutas ao redor dos leitos de ostras

O outono é uma época de alimentação agressiva para as trutas enquanto se preparam para o inverno. Eles perseguem ativamente peixes-isca perto de estruturas como bancos de ostras e estacas de pontes. Os pescadores devem concentrar seus esforços nessas áreas usando iscas vivas ou iscas que imitam peixes-isca.

Como pescar truta salpicada

Truta de inverno: lenta e profunda

Táticas de inverno: decifrando o código da truta de água fria

Durante o inverno, as trutas experimentam uma desaceleração em seu metabolismo e tornam-se menos ativas. Eles buscam abrigo em buracos mais profundos, canais e áreas com estrutura onde possam encontrar água mais quente. Os pescadores devem concentrar seus esforços nessas áreas usando iscas ou gabaritos de movimento lento.

Pegando Sheepshead: padrões sazonais

Sheepshead de pesca costeira de água salgada

Spring Sheepshead: desova e estrutura

Dockside Delights: desvendando os segredos de Sheepshead na primavera

A primavera marca a época de desova do Sheepshead, e eles exibem comportamentos agressivos de alimentação durante esse período. Os pescadores devem ter como alvo estruturas rasas, como docas, estacas e pilhas de rochas onde Sheepshead se reúnem para desovar e se alimentar de crustáceos.

Sheepshead de verão: vença o calor

Os madrugadores se alegram: a mordida da cabeça de carneiro no verão

Nos meses de verão, Sheepshead são mais ativos durante as partes mais frias do dia. Mordidas no início da manhã e à noite tendem a ser mais produtivas. Eles buscam alívio do calor movendo-se para águas mais profundas com melhor fluxo de água. Os pescadores devem se concentrar nessas áreas perto da estrutura.

Sheepshead de outono: preparando-se para o inverno

Segredos da estrutura: a chave para cair na pesca de Sheepshead

O outono é uma época crucial para Sheepshead, pois eles se alimentam pesadamente para acumular reservas de energia para o inverno. Eles são comumente encontrados em torno de leitos de ostras, estacas de pontes e outras estruturas. Os pescadores devem mirar nessas áreas usando caranguejos violinistas, cracas ou camarões como isca.

Winter Sheepshead: lento e profundo

Profundo e Furtivo: Estratégias para a Pesca de Sheepshead no Inverno

Durante o inverno, Sheepshead torna-se menos ativo e exibe um metabolismo mais lento. Buscam abrigo em buracos profundos, canais e áreas com estrutura. Os pescadores devem concentrar seus esforços nessas áreas usando apresentações lentas e iscas como caranguejos violinistas ou pulgas de areia.

Compreender os padrões sazonais de Redfish, Trout e Sheepshead é vital para o sucesso da pesca costeira em água salgada. Ao reconhecer os comportamentos e preferências dessas espécies ao longo do ano, os pescadores podem adaptar suas estratégias, escolher os locais apropriados e selecionar a isca certa.

Melhores épocas de pesca costeira do ano (por espécie)

Golfo do México:
Espécies de peixes costeiros

Descubra a emoção de pescar no Golfo do México do lado costeiro

Saiba mais: Pesca costeira no Golfo do México

Um guia para os melhores tempos de pesca para diferentes espécies

Melhores épocas do ano para pescar no Golfo do México

Se você é um pescador ávido, sabe que pescar é mais do que sorte. É preciso estratégia, paciência e timing para conseguir a captura perfeita. E um dos fatores mais importantes que podem afetar muito o seu sucesso é saber a melhor época para pescar sazonalmente no Golfo do México.

Quer você tenha como alvo o cantarilho, o cobia, o mahi ou qualquer outro peixe de caça popular, compreender seus hábitos e comportamentos sazonais pode fazer toda a diferença no mundo.

Portanto, se você deseja aumentar suas chances de uma pescaria bem-sucedida, é hora de aprender a pescar de maneira mais inteligente e não mais difícil. Vamos mergulhar e explorar as melhores épocas para pescar diversas espécies ao longo do ano.

Por espécie: melhores épocas para pescar (por espécie) no Golfo do México

É sempre melhor consultar guias de pesca locais ou especialistas para obter informações mais atualizadas e precisas.

pesca de janeiro

Sheepshead é uma ótima opção para os pescadores em janeiro, com o tambor preto e o cantarilho também proporcionando uma boa captura. No entanto, para ter melhores chances de sucesso, você deve focar na truta marinha. Eles são conhecidos por serem mais ativos durante esse período, o que os torna mais fáceis de capturar. A pesca em águas rasas também é recomendada.

FishBomMelhorMelhores
SheepsheadX  
Tambor NegroXX 
Peixe vermelhoXX 
Truta do mar XX

pesca de fevereiro

Semelhante a janeiro, cabeça de carneiro, tambor preto e cantarilho são uma boa opção para fevereiro. A truta marinha (truta branca e truta salpicada) é a melhor espécie-alvo deste mês. Eles são conhecidos por se reunirem em grandes cardumes, tornando mais fácil capturá-los. Procure-os em águas rasas, perto de canteiros de grama ou bares de ostras.

FishBomMelhorMelhores
SheepsheadX  
Tambor NegroXX 
Peixe vermelhoXX 
Truta do mar XX

pesca de março

Março é uma óptima altura para caçar carneiros e cantarilhos, sendo que o tambor preto e a truta também proporcionam uma boa captura. Para ter mais chances de sucesso, você deve tentar a sorte na captura de cobia e tarpão. Eles começam a migrar para o interior nessa época, tornando-os mais acessíveis aos pescadores.

FishBomMelhorMelhores
SheepsheadX  
Tambor Negro X 
Peixe vermelhoXX 
Truta do mar X 
Cobia  X
Tarpão  X

pesca de abril

O cantarilho e a truta são bons durante todo o mês de abril, mas se você quiser aumentar suas chances de sucesso, deve apostar no bijupirá e no tarpão. Mahi também é conhecido por ser uma ótima opção durante este mês. É melhor pescar em águas mais profundas, perto de estruturas ou naufrágios.

FishBomMelhorMelhores
Peixe vermelhoXX 
Truta do marXX 
Cobia XX
Tarpão XX
Mahi  X

maio pesca

O cantarilho e a truta salpicada continuam a ser uma boa pescaria em Maio, mas os melhores alvos para este mês são o bijupirá e o tarpão. Mahi e peixe-espada também são boas escolhas. A pesca offshore é recomendada para ter melhores chances de sucesso, especialmente em torno de linhas de ervas daninhas ou detritos flutuantes.

FishBomMelhorMelhores
Peixe vermelhoXX 
Truta do marXX 
Cobia XX
Tarpão XX
Mahi XX
Espadarte  X

pesca junina

Em junho, o tarpão é uma boa espécie alvo, com bijupirá e mahi também proporcionando uma boa captura. O peixe-espada e o peixe-vela são as melhores opções para este mês. A pesca em águas mais profundas é recomendada, pois eles tendem a ser mais ativos nessas áreas.

FishBomMelhorMelhores
Tarpão X 
Cobia XX
Mahi X 
Espadarte  X
Aguilhão vela  X

pesca novembro

A cabeça de ovelha e o cantarilho são uma boa pescaria em novembro, com o tambor preto e a truta marinha também proporcionando uma boa pescaria. Cobia e tarpão são os melhores alvos para este mês. Recomenda-se a pesca em águas mais profundas, perto de naufrágios ou recifes artificiais.

FishBomMelhorMelhores
SheepsheadX  
Tambor Negro X 
Peixe vermelhoXX 
Truta do mar X 
Cobia XX
Tarpão XX

pesca de dezembro

A cabeça de carneiro ainda é uma ótima captura em dezembro, com o tambor preto e o cantarilho também proporcionando uma boa captura. A truta marinha é a melhor espécie alvo deste mês. Pescar em águas rasas, perto de estruturas ou bares de ostras é recomendado para maiores chances de sucesso.

FishBomMelhorMelhores
SheepsheadX  
Tambor NegroXX 
Peixe vermelho X 
Truta do marX X

Para ser usado como uma diretriz geral: Existem muitos fatores que podem afetar a pesca, como condições climáticas, marés e localização.

Padrões de pesca sazonais: Perguntas frequentes sobre cantarilho, truta e carneiro

Os cantarilhos são comumente encontrados durante todo o ano, mas tendem a ser mais ativos nos meses mais quentes, especialmente do final da primavera ao início do outono.
A truta marinha é mais ativa durante os meses mais frios, como o final do outono, inverno e início da primavera, quando as temperaturas da água são mais baixas.
A pesca de Sheepshead geralmente é melhor durante os meses mais frios, do final do outono ao início da primavera, quando eles se reúnem em maior número perto de estruturas como docas e molhes.
Embora possam se sobrepor em certas estações, o cantarilho, a truta marinha e o carneiro podem ter preferências ligeiramente diferentes devido a variações em seus hábitos alimentares e comportamentos de desova.
Os principais fatores incluem temperatura da água, padrões de migração, disponibilidade de presas e atividades de desova.
Os peixes tendem a ser mais ativos antes e depois das frentes climáticas, pois mudanças na pressão barométrica e na temperatura podem estimular seu comportamento alimentar.
Técnicas populares incluem o uso de iscas vivas ou artificiais, como camarão, caranguejo ou iscas como plásticos macios, gabaritos e tampões de água de superfície. Além disso, a pesca perto de estruturas e em planícies rasas pode ser eficaz.
É importante manter-se atualizado com os regulamentos locais de pesca, pois eles podem impor restrições aos limites de sacos, limites de tamanho, períodos de defeso ou requisitos específicos de equipamento. Verifique com as autoridades locais ou consulte os guias de pesca para obter as informações mais recentes.

Como pescar truta salpicada no Golfo

Como pescar truta salpicada da Costa do Golfo


Como pescar truta salpicada no Golfo do México

A truta salpicada, também conhecida como truta marinha manchada, é um peixe de caça popular encontrado no Golfo do México. Uma espécie que pode ser capturada o ano todo, mas a melhor época para pescá-la é durante os meses de outono e inverno. Vamos explorar algumas dicas e técnicas úteis para capturar truta salpicada no Golfo.

Assistir EP27: Capturando Truta Salpicada

Capturando truta salpicada em Shell Beach Louisiana Trout, Redfish & Sheepshead

Pesca em água salgada Junte-se a nós enquanto nos aventuramos em Shell Beach Louisiana em busca de trutas salpicadas fora do pântano da Costa do Golfo da Louisiana. Neste episódio usamos uma variedade de configurações de equipamentos de pesca e variações para a captura de peixes, incluindo Truta Salpicada, Cantarilho, Cabeça de Carneiro e Tambor.

Dicas e técnicas de pesca para a captura de trutas marinhas

Como pescar trutas salpicadas na Costa do Golfo

Aprendendo a pescar truta marinha

Para capturar eficazmente a truta marinha (truta salpicada/truta branca), é importante compreender o seu comportamento. A truta salpicada tende a mover-se para águas rasas durante condições de pouca luz e recuar para águas mais profundas durante o dia.

Speckled Trout também prefere estruturas como rochas, molhes, leitos de grama e recifes de ostras para esconder e caçar presas. Saber onde estão essas estruturas e quando pescar truta salpicada ajudará a aumentar suas chances de sucesso.

Quais são os melhores horários para pescar truta salpicada?

Nos meses mais quentes, a melhor hora do dia para pescar a truta salpicada é normalmente de manhã cedo ou no final da tarde. Durante estes períodos, os níveis mais baixos de luz tornam as trutas mais ativas e propensas a se alimentar, pois preferem evitar o sol forte do meio-dia.

O amanhecer e o anoitecer oferecem temperaturas mais frias da água e redução da atividade superficial, o que incentiva a truta salpicada a se aproximar da superfície e as áreas rasas para caçar para se alimentar. Portanto, focar nesses períodos pode aumentar significativamente suas chances de uma captura bem-sucedida.

No entanto, nos meses mais frios, você encontrará horários de alimentação para a maioria das espécies de peixes que migram por volta do meio-dia ou quando o sol está alto no céu.

Captura de truta salpicada Costa do Golfo Pesca truta marinha

Quais são as melhores maneiras de pescar truta salpicada?

A pesca da truta salpicada, ou truta marinha, é uma atividade praticada por muitos pescadores. O conhecimento de seus hábitos e preferências, aliado ao equipamento adequado, aumenta as chances de sucesso na captura.

Existem várias técnicas de pesca eficazes para a captura de truta salpicada no Golfo do México:

Iscas Artificiais para Truta Salpicada

Sabe-se que a truta salpicada ataca iscas artificiais, como iscas de plástico macio, tampões de água de superfície e gabaritos.

Use iscas que imitem as presas das quais a truta salpicada se alimenta, como camarão, tainha e peixinhos. Varie a velocidade de recuperação e a apresentação para atrair a truta salpicada.

Isca Viva para Truta do Mar

Iscas vivas, como camarão, tainha e pogies, são eficazes na captura de trutas salpicadas.

Use uma rolha de estourar ou um equipamento Carolina para manter a isca fora do fundo e aumentar sua visibilidade.

As trutas marinhas são conhecidas por serem alimentadores oportunistas, portanto, ter uma variedade de opções de iscas pode aumentar suas chances de induzi-las a morder.

Qual é a melhor isca para a truta marinha salpicada?

Quando se trata de caçar trutas marinhas, especialmente na Flórida, escolher a isca certa pode fazer uma diferença significativa no seu sucesso.

Aqui estão algumas opções de iscas eficazes a serem consideradas para a captura de truta marinha:

Camarão Vivo: Camarões vivos são uma isca ideal para trutas marinhas. Eles são presas naturais para esses peixes e podem ser amarrados em um anzol sob uma rolha que estoura ou em linha livre para imitar um camarão ferido nadando na água.

Jerkbaits de plástico macio: Iscas de plástico macio em cores naturais, como branco, pérola ou prata, podem imitar peixes-isca feridos. O movimento errático dessas iscas pode desencadear ataques agressivos de trutas marinhas.

Iscas MirrOLure e Rapala: Os plugues MirrOLure e Rapala, especialmente aqueles projetados para pesca em águas rasas, podem ser eficazes na pesca de trutas marinhas. Essas iscas imitam peixes-isca feridos e podem ser recuperadas com movimentos bruscos e pausados ​​para atrair ataques.

Colheres: Colheres de prata ou ouro com ação oscilante podem imitar pequenos peixes-isca. Lançar e recuperar colheres em áreas onde se sabe que a truta marinha se alimenta pode produzir bons resultados.

Peixe-isca vivo: Se disponível e legal, o uso de iscas vivas, como tainha, sardinha ou pinfish, pode ser altamente eficaz. Essas iscas fazem parte da dieta natural da truta marinha e podem ser usadas com uma variedade de métodos de aparelhamento.

Iscas de água superior: Durante condições de pouca luz ou no início da manhã ou tarde da noite, iscas de superfície, como poppers e iscas ambulantes, podem fazer com que a truta marinha atinja a superfície.

Isca cortada: Pedaços cortados de tainha, pinfish ou outras iscas também podem atrair trutas marinhas. Lance a isca cortada perto de estruturas como canteiros de grama, declives ou manguezais.

Gole! Camarão: Gole! iscas artificiais são plásticos macios perfumados que podem ser muito eficazes para trutas marinhas. Sua dispersão de cheiros e aparência realista podem torná-los irresistíveis para esses peixes.

A pesca de truta salpicada no Golfo do México é uma experiência divertida que recompensa tanto os pescadores experientes quanto os iniciantes.

Capturando Truta Salpicada no Golfo do México

Esteja você usando iscas vivas, plásticos macios ou iscas artificiais, saber qual isca funciona melhor em várias condições pode elevar significativamente seu jogo de pesca.

Melhores lugares para pescar truta marinha

Os melhores locais para pescar truta salpicada são normalmente em estuários costeiros, baías rasas e águas costeiras com tapetes de ervas marinhas ou recifes de ostras. Esses ambientes fornecem habitats ideais para a truta salpicada, oferecendo abundantes fontes de alimento e abrigo.

As áreas onde a água doce se mistura com a água salgada, conhecidas como águas salobras, também são pontos críticos para a truta salpicada, especialmente perto da foz e enseadas dos rios. Esses peixes são frequentemente encontrados em profundidades de água que variam de 2 a 10 pés, tornando-os acessíveis tanto para pescadores em terra quanto para pescadores de barco.

Além disso, a pesca perto de estruturas como docas, cais e molhes pode ser eficaz, uma vez que a truta salpicada é atraída para estas áreas para alimentação.

Melhores locais na Costa do Golfo para pescar truta marinha

A truta salpicada pode ser encontrada em todo o Golfo do México, mas algumas áreas são conhecidas por sua abundância de trutas salpicadas. Alguns dos melhores lugares para pescar trutas salpicadas no Golfo do México são:

Louisiana

As águas costeiras da Louisiana são conhecidas por sua abundante população de trutas salpicadas.

Áreas como Grand Isle, Barataria Bay e Lake Pontchartrain são locais populares para a pesca de truta salpicada.

Texas

As baías e estuários do Texas abrigam a truta salpicada, sendo o sistema da Baía de Galveston uma área particularmente produtiva para a pesca da truta salpicada.

Florida

O panhandle da Flórida tem excelentes oportunidades de pesca de truta salpicada, particularmente nas áreas de Choctawhatchee Bay e Apalachicola Bay.

Equipamento e equipamento para pesca de truta salpicada

Ao pescar truta salpicada no Golfo do México, é importante usar o equipamento e o equipamento corretos. Aqui estão algumas recomendações:

Vara e molinete para truta

Use uma vara giratória de ação média e uma combinação de molinete com um monofilamento de 10-15 lb ou linha de fluorocarbono.

Ganchos tamanho para truta do mar

Use anzóis de tamanho 1/0 a 3/0 para iscas vivas e iscas de plástico macio.

Cortiça estourando

Uma rolha estourando pode aumentar a visibilidade da isca viva e atrair trutas salpicadas.

Cabeças de gabarito para trutas

Use cabeças de gabarito entre 1/16 a 1/4 oz com iscas de plástico macio.

Captura de trutas marinhas no Golfo do México

Habitat e Comportamento da Truta Salpicada

A truta salpicada, também conhecida como truta manchada, é um peixe popular encontrado no Golfo do México e ao longo da costa atlântica. Compreender os habitats preferidos e o comportamento das trutas marinhas é essencial para capturá-los.

Habitat de pesca da truta salpicada

Habitat da truta salpicada

A truta salpicada pode ser encontrada em uma variedade de habitats, incluindo:

águas costeiras

A truta salpicada é frequentemente encontrada em águas costeiras rasas, como baías, estuários e riachos de maré.

As trutas marinhas malhadas preferem essas áreas porque oferecem proteção contra predadores e acesso a fontes de alimento.

Águas costeiras

A truta salpicada também pode ser encontrada em águas próximas à costa, principalmente em torno de molhes, píeres e outras estruturas.

Essas estruturas fornecem cobertura e atraem presas, tornando-as áreas de alimentação ideais para a truta salpicada.

Águas Offshore

Embora a truta salpicada seja principalmente uma espécie costeira, ela pode ocasionalmente ser encontrada em águas costeiras durante certas épocas do ano.

A truta salpicada offshore tende a ser maior e mais solitária do que a truta salpicada costeira.

como pescar truta salpicada na costa do golfo pescando truta marinha

Comportamento da truta salpicada

Uma melhor compreensão do comportamento da truta salpicada realmente pode ajudar a capturar mais delas. Aqui estão alguns dos principais comportamentos da truta salpicada a serem observados:

Hábitos alimentares da truta marinha

Trutas salpicadas são alimentadores oportunistas que comem uma variedade de presas, incluindo camarões, caranguejos, tainhas e menhaden.

A truta salpicada tende a se alimentar mais ativamente em condições de pouca luz, como o amanhecer e o anoitecer.

Padrões de movimento da truta salpicada

A truta salpicada é conhecida por se mover com a maré e a corrente, principalmente em áreas com correntes fortes.

A truta marinha também tende a se mover para águas rasas durante a maré baixa e recuar para águas mais profundas durante a maré alta.

Desova de truta marinha

A truta salpicada desova nos meses de primavera e verão, geralmente em estuários e outras águas costeiras.

Durante a época de desova, as trutas se reúnem em grandes cardumes, tornando-as mais fáceis de atingir.

Sensibilidade à Qualidade da Água

A truta salpicada é sensível a mudanças na qualidade da água, particularmente temperatura e salinidade.

A maioria das trutas marinhas prefere temperaturas da água entre 60-75 ° F e salinidades entre 15-30 ppt.

Assista ao vídeo: Como pescar truta salpicada

Como pescar truta salpicada

A truta salpicada é um dos peixes de água salgada mais populares, e por boas razões. Eles mordem agressivamente e lutam bem, o que os torna muito fáceis de capturar e têm um sabor ótimo!

Dicas para pescar truta salpicada

Agora que você tem uma melhor compreensão do habitat e do comportamento da truta salpicada da costa do golfo, aqui estão algumas dicas para capturá-la:

A isca certa para truta salpicada

A truta salpicada prefere iscas vivas, como camarão, tainha e menhaden.

Se estiver usando iscas artificiais, escolha iscas que imitem a presa que a truta salpicada se alimenta.

Peixe em condições de pouca luz

A truta salpicada é mais ativa e fácil de capturar durante o amanhecer e o anoitecer, bem como durante os dias nublados.

Estrutura Alvo

A truta salpicada é freqüentemente encontrada perto de estruturas como molhes, píeres e recifes de ostras.

Essas estruturas fornecem cobertura e atraem presas, tornando-as áreas de alimentação ideais para a truta salpicada.

Use equipamento leve para truta do mar

A truta salpicada tem uma boca delicada, por isso é importante usar equipamentos leves para evitar arrancar o anzol da boca.

Perguntas frequentes sobre como pescar truta salpicada

A melhor época do ano para pescar a truta salpicada varia de acordo com o local. Em geral, os meses de outono e inverno são os melhores para a pesca da truta salpicada no Golfo do México, enquanto os meses de verão são melhores ao longo da costa atlântica.
A truta salpicada prefere iscas vivas, como camarão, tainha e menhaden. Se estiver usando iscas artificiais, escolha iscas que imitem as presas das quais a truta salpicada se alimenta, como iscas de plástico macio, plugues de superfície e gabaritos.
Existem vários equipamentos eficazes para a pesca da truta salpicada, incluindo o equipamento de cortiça popping e o equipamento Carolina. Ambas as plataformas permitem que o isco vivo seja apresentado de forma natural, aumentando também a sua visibilidade para a truta salpicada.
A truta salpicada gosta de se esconder em estruturas como rochas, molhes, leitos de grama e recifes de ostras. Essas estruturas fornecem cobertura e atraem presas, tornando-as áreas de alimentação ideais para a truta salpicada.
A truta salpicada prefere temperaturas da água entre 60-75 ° F. Temperaturas da água acima de 80 ° F podem estressar a truta salpicada e fazer com que se tornem menos ativas.
A truta salpicada é mais ativa e fácil de capturar em condições de pouca luz, como o amanhecer e o anoitecer. Os dias nublados também podem ser produtivos para a pesca da truta salpicada.
Para a pesca de truta salpicada, use uma vara giratória de ação média e uma combinação de molinete com um monofilamento de 10-15 lb ou linha de fluorocarbono. Use anzóis de tamanho 1/0 a 3/0 para iscas vivas e iscas de plástico macio. Óculos de sol polarizados também são úteis para reduzir o brilho e ver trutas salpicadas em águas rasas.
Muitas vezes, a truta salpicada pode ser encontrada perto de estruturas como molhes, píeres e recifes de ostras. Procure áreas com iscas ativas e mergulho de aves, pois isso pode indicar a presença de truta salpicada se alimentando.
Para manusear e soltar corretamente a truta salpicada, molhe as mãos antes de manuseá-la e evite tocar em suas guelras ou olhos. Use uma ferramenta de remoção de anzol para removê-lo com segurança e solte rapidamente o peixe de volta na água. Evite tirá-los da água por longos períodos de tempo e considere o uso de anzóis circulares para minimizar os danos aos peixes.
Sim, existem regulamentos e restrições à pesca da truta salpicada, incluindo limites de tamanho e limites de sacos. Verifique os regulamentos de pesca locais antes de sair para garantir a conformidade com todas as leis e restrições.

Explorar mais: pesca de truta marinha

Como capturar cantarilho no Golfo do México

Guia de pesca: captura de cantarilho no Golfo do México

Atualizado:



Um guia completo para a captura de cantarilho (Red Drum) no Golfo do México

O cantarilho, também conhecido como tambor vermelho, está entre os peixes de caça mais procurados no Golfo do México. Seu fascínio não está apenas na luta, mas na versatilidade que oferecem aos pescadores, tanto novatos quanto experientes.

Mas qual é o segredo para atrair esses brutamontes acobreados? Vamos mergulhar no mundo do cantarilho e descobrir as táticas que contribuem para uma captura bem-sucedida.

Equipamentos apropriados, como varas de peso médio e linha trançada. Aprenda dicas profissionais sobre como localizar e capturar cantarilhos, os melhores horários para pescá-los, bem como fatores como temperatura da água e movimentos das marés.

Como pegar cantarilho

A captura de cantarilho ao longo da Costa do Golfo, seja com iscas vivas ou artificiais, envolve frequentemente a utilização de uma variedade de técnicas eficazes. Aqui está uma breve visão geral de algumas das iscas e métodos mais comuns:

como pescar cantarilho guia pesca costeira em água salgada

Assistir EP44: Capturando cantarilhos costeiros

pesca de cantarilho costeiro delacroix louisiana

Veja agora

A captura de cantarilho difere dependendo da sua localização no Golfo do México.

Melhores épocas para pescar cantarilho

Primeiro, o tempo is tudo. Se você está procurando pescar cantarilho, a primavera ao outono é a sua janela, mas o Red Drum pode ser pescado o ano todo. Quanto a quando você deve sair, os madrugadores e a multidão do pôr do sol aproveitam ao máximo a ação (nos meses mais quentes), então procure no início da manhã e no final da tarde.

O oposto pode ser dito durante os meses mais frios do inverno, quando a melhor época para pescar cantarilho será no ponto mais alto do sol do meio-dia. Tenha isso em mente ao decidir quando deve sair para ter melhores chances de pescar cantarilho.

Pesca de cantarilho da Louisiana

A Louisiana é conhecida pela pesca do tambor vermelho (Redfish), com os peixes prosperando em seus pântanos costeiros, igarapés e águas costeiras rasas.

A mistura única de água doce e salgada nesta região cria um habitat ideal, tornando o tambor vermelho um alvo principal para os pescadores.

Carta de pesca da Louisianas

Pesca de cantarilho na Flórida

Os cantarilhos da costa da Flórida habitam uma ampla variedade de ambientes costeiros, incluindo o Oceano Atlântico, o Golfo do México e várias baías e lagoas.

Embora não seja tão abundante quanto a Louisiana, a diversidade de peixes de água salgada da Flórida permite que os pescadores persigam o Red Drum, bem como outras espécies como grupo, Tarpão e Seatrut manchado.

Cartas de pesca na Flórida

A melhor isca para pescar cantarilho

Os cantarilhos não são muito exigentes com iscas, mas têm favoritos. Opte pelo natural em vez do artificial para obter melhores chances e lembre-se das regras da isca viva - camarão e caranguejo são as principais opções, pois são fast food de cantarilho. Se você gosta de iscas, escolha plásticos macios que se pareçam e se movam como esses petiscos, especialmente os perfumados.

Não negligencie a tainha, viva ou picada. Os grandes cantarilhos adoram-nos pela sua vibração oleosa na água. Esteja você em águas rasas ou profundas, combine sua isca com o menu de jantar do cantarilho do dia e você melhorará seu jogo.

Melhores Iscas vivas para captura de cantarilho:

  • Camarão: Camarões vivos são a melhor escolha para cantarilhos. Eles estão prontamente disponíveis e podem ser pescados sob uma rolha ou em linha livre.
  • Tainhas: A tainha ou a tainha maior são presas naturais do cantarilho e podem ser pescadas em uma plataforma Carolina ou com uma bóia.
  • Caranguejos: Caranguejos azuis ou caranguejos violinistas, quando disponíveis, podem ser excelentes opções de isca, especialmente quando se visa cantarilhos maiores.
  • Pinus: Pinfish são iscas comuns no Golfo e podem ser eficazes quando amarrados em um anzol ou usados ​​​​como isca cortada.

Melhores iscas para pegar cantarilho

  • Iscas de plástico macio: Iscas de plástico macio em vários tamanhos e cores podem imitar a aparência de peixes-isca e geralmente são montadas em cabeças de gabarito.
  • Cabeças de gabarito: As cabeças de gabarito são versáteis e podem ser combinadas com várias iscas de plástico macio. Escolha um tamanho e peso que corresponda à profundidade e corrente da água.
  • Colheres: Colheres de ouro ou prata com ação esvoaçante podem atrair cantarilhos, criando brilho e vibração na água.
  • Iscas de água superior: Iscas de superfície, como poppers ou iscas estilo walk-the-dog, podem ser emocionantes quando o cantarilho se alimenta agressivamente perto da superfície.

Capturando cantarilhos com isca morta

Onde encontrar cantarilho

Águas rasas são onde está. Estamos falando de áreas gramadas, bancos de ostras, docas – estes são os locais de encontro dos cantarilhos. Então, é aí que você deve lançar sua linha.

Habitats de Cantarilho

O cantarilho, também conhecido como tambor vermelho, prospera em vários habitats, desde planícies costeiras até águas profundas da costa.

Eles são mais comumente encontrados em estuários, pântanos e águas costeiras rasas, onde o alimento é abundante.

A identificação destas localizações privilegiadas é crucial para o sucesso da pesca do cantarilho.

Equipamento de pesca para cantarilho

Para atingir o cantarilho, uma vara giratória ou de lançamento de isca de peso médio a médio com um molinete correspondente é o ideal.

Uma vara de peso médio de 7 a 8 pés fornece o equilíbrio perfeito entre sensibilidade e potência necessária para esses peixes robustos.

Enrole seu carretel com linha trançada de 15-20 lb para obter a melhor combinação de força e distância de lançamento.

Melhores iscas e iscas vivas para cantarilho

A dieta do Cantarilho inclui crustáceos, peixes-isca e moluscos. Iscas vivas como camarão, tainha e caranguejo são altamente eficazes.

Quando se trata de iscas artificiais, colheres de ouro, gabaritos de plástico macio e plugues de água podem ser irresistíveis para o cantarilho.

Maré e tempo: planejando sua viagem para cantarilho

As marés desempenham um papel significativo no comportamento do cantarilho. A pesca durante as marés móveis, especialmente as marés enchentes, pode ser incrivelmente produtiva, uma vez que o cantarilho se alimenta ativamente durante estes períodos.

O amanhecer e o anoitecer também são horários nobres para caçar o cantarilho, pois eles são mais ativos em condições de pouca luz.

Além da hora do dia, marés desempenham um papel crucial no comportamento do cantarilho. Eles tendem a se alimentar de forma mais agressiva durante a enchente das marés, pois a subida das águas traz consigo pequenos peixes e crustáceos, oferecendo amplas oportunidades de alimentação. Ficar de olho nas tabelas de marés e alinhar seus esforços de pesca com esses ciclos naturais pode fazer toda a diferença.

Melhores épocas para pescar Redfish no Golfo

Quando os cantarilhos são mais ativos?

Os níveis de atividade do cantarilho podem variar ao longo do dia, influenciados pelas marés, pelo clima e pela época do ano. No entanto, eles geralmente são mais ativos durante o partes mais frescas do dia, como no início da manhã e no final da tarde. Durante estes períodos, é mais provável que os cantarilhos se alimentem, tornando-os mais fáceis de atingir. Planejar suas viagens de pesca nesses períodos de pico de atividade pode aumentar significativamente suas chances de um passeio bem-sucedido.

De manhã cedo e fim de tarde:

Os cantarilhos tendem a ser mais ativos e se alimentar de forma mais agressiva durante o início da manhã e no final da tarde, quando a temperatura da água é mais baixa e a luz é menor.

Isso torna esses horários do dia os melhores para pescar cantarilhos no Golfo do México.

Marés recebidas:

As marés que chegam podem trazer presas frescas e nutrientes, tornando-as um bom momento para a captura de cantarilhos no Golfo do México.

Procure áreas onde a maré está se movendo e lance sua linha perto de estruturas ou áreas onde os cantarilhos costumam se reunir.

Marés altas:

As marés altas podem fornecer mais água para os cantarilhos se moverem, particularmente em áreas rasas, como planícies de grama ou pântanos.

Procure áreas onde os cantarilhos costumam se alimentar durante as marés altas.

Dias nublados ou nublados:

Dias nublados ou nublados podem proporcionar melhores condições de pesca para cantarilhos no Golfo do México, pois eles podem ficar mais confortáveis ​​e ativos nessas condições.

Procure áreas onde os cantarilhos costumam se reunir.

Padrões, tendências e comportamento do cantarilho

Os cantarilhos também são mais activos durante certas horas do dia, particularmente no início da manhã e no final da tarde (padrões de Verão) ou ao meio-dia (padrões de Inverno).

Dicas profissionais para seleção de iscas para pescar cantarilho

Pescando Cantarilho o Ano Todo

Capturando Cantarilho de Inverno

Durante os meses de inverno, os cantarilhos tendem a se deslocar para águas mais profundas no Golfo, onde podem encontrar temperaturas mais quentes e uma fonte confiável de alimento. Eles também podem procurar estruturas como plataformas de petróleo ou recifes onde possam encontrar abrigo e comida.

pescando cantarilho de inverno no Golfo

Captura de cantarilho na primavera e no início do verão

Na primavera e no início do verão, à medida que a temperatura da água aumenta, o cantarilho torna-se mais ativo e começa a regressar às águas mais rasas das zonas costeiras costeiras do Golfo. Durante este período, é mais provável que os cantarilhos sejam encontrados perto de planícies relvadas, recifes de ostras e outras estruturas onde possam encontrar alimento e cobertura.

Capturando cantarilhos no outono

À medida que o verão se aproxima do outono, os cantarilhos tornam-se ainda mais ativos e são conhecidos por cardumes em grande número. Isso os torna mais fáceis de apontar para os pescadores, pois é mais provável que estejam concentrados em áreas específicas.

Durante esse período, os cantarilhos tendem a se alimentar de forma agressiva em preparação para os meses mais frios do inverno que se aproximam.

Comportamento sazonal do Cantarilho no Golfo do México pode ser a chave para se tornar um pescador de sucesso. Ao segmentar as áreas certas nas épocas certas do ano, você pode aumentar suas chances de pescar esses peixes de caça premiados.

captura de cantarilho pesca à vista

Como identificar cantarilhos

Avistar cantarilhos no Golfo do México pode ser um desafio, mas é uma habilidade importante para o sucesso da pesca do Red Drum.

Como identificar cantarilhos e onde lançar sua linha para obter os melhores resultados:

Quanto às técnicas, pense em ninja em vez de touro em uma loja de porcelana. Os cantarilhos são ariscos, então a furtividade é sua melhor estratégia. Aproxime-se dos locais de pesca com cuidado e lance a isca próximo às estruturas de que falamos.

Procure sinais de alimentação:

Uma maneira de identificar o cantarilho é procurar sinais de alimentação, como distúrbios na superfície ou pássaros mergulhando na água.

Estes podem ser indicadores de que os cantarilhos estão se alimentando de iscas abaixo da superfície.

Procure estruturas:

Os cantarilhos tendem a se reunir em torno de estruturas como recifes de ostras, planícies de grama e docas.

Procure essas estruturas na água.

Pesca de Conservação de Capturar e Soltar Cantarilhos

Limites de saco de cantarilho por estado dos EUA

Estado Limite de Bagagem Link para o site Fish and Wildlife
Alabama 3 peixes por pessoa/dia https://www.outdooralabama.com/fishing/saltwater-fishing
Florida 1 peixes por pessoa/dia https://myfwc.com/fishing/saltwater/recreational/red-drum/
5 peixes por pessoa/dia https://gadnr.org/fishing-regulations
Louisiana 5 peixes por pessoa/dia https://www.wlf.louisiana.gov/fishing/saltwater-rules-regulations
Mississipi 3 peixes por pessoa/dia https://www.mdwfp.com/fishing-boating/saltwater-fishing/regulations/
Carolina do Norte 1 peixes por pessoa/dia https://www.ncwildlife.org/Fishing/Laws-Safety/Saltwater-Fishing
Carolina do Sul 3 peixes por pessoa/dia https://www.dnr.sc.gov/lawsregs/saltwaterregs.html
Texas 3 peixes por pessoa/dia https://tpwd.texas.gov/regulations/outdoor-annual/fishing/
O Estado da Virgínia (EUA) 3 peixes por pessoa/dia https://www.mrc.virginia.gov/regulations/swrecfishingrules.shtm

Sight Fishing Black Drum: Costa do Golfo

Tambor preto para pesca à vista

Pesca de mira para Black Drum:

Tambor preto é uma espécie de peixe encontrada no Golfo do México e ao longo da Costa do Golfo. Eles são tipicamente cinza ou preto e podem pesar até 90 libras. Os tambores pretos são conhecidos por suas poderosas habilidades de habitar o fundo, tornando-os uma captura desafiadora para os pescadores.



Assista ao Vídeo: Pesca à Vista Black Drum



Onde encontrar Black Drum no Golfo do México

Para aumentar suas chances de pegar o tambor preto, é importante saber onde encontrá-los. Eles são normalmente encontrados em águas rasas perto de estruturas como molhes, pontes e recifes de ostras. Procure áreas com uma mistura de fundos de areia e lama, pois são locais de alimentação ideais para o tambor preto.

Limites de Bolsa para Tambor Preto

Estado da Costa do Golfo Limite de Bolsa de Tambor Preto
Texas 5 peixes por dia, limite de tamanho mínimo de 14 polegadas
Louisiana 10 peixes por dia, limite de slots de 16 a 27 polegadas
Mississipi 3 peixes por dia, limite de slots de 14 a 24 polegadas
Alabama 10 peixes por dia, limite de slots de 16 a 26 polegadas
Florida 5 peixes por dia, limite de slots de 14 a 24 polegadas

Equipamento para Pesca Marítima Black Drum

Para avistar com sucesso peixes para tambor preto, você precisará do equipamento certo. Uma vara giratória de peso médio com uma ponta de ação rápida é uma boa escolha, combinada com um molinete carregado com linha trançada de teste de 20-30 lb. Um líder de fluorocarbono é recomendado para aumentar suas chances de uma mordida.

Seleção de iscas para pesca à vista Black Drum

A seleção correta da isca é crítica para a pesca à vista. Iscas de plástico macio, como larvas de cauda encaracolada e imitações de camarão, funcionam bem, assim como iscas de superfície, como poppers e iscas estilo walk-the-dog. Experimente cores e tamanhos diferentes até encontrar o que funciona melhor para você.

Técnicas de pesca à vista para Black Drum

Ao pescar tambor preto, é importante ser paciente e observador. Procure sinais de atividade alimentar, como caudas ou redemoinhos na superfície da água. Aproxime-se lentamente do peixe e passe por ele, puxando a isca de volta para ele. Certifique-se de manter sua linha firme e estar pronto para um ataque a qualquer momento.

Dicas para otimizar sua experiência de pesca à vista

Para aumentar suas chances de sucesso na pesca de tambor preto, existem algumas dicas a serem lembradas. Em primeiro lugar, tente evitar ruídos altos ou movimentos bruscos que possam assustar os peixes. Em segundo lugar, preste atenção à maré e à hora do dia, pois o tambor preto tende a se alimentar mais ativamente em determinados horários. Por fim, esteja preparado para ajustar suas táticas conforme necessário para se adaptar às mudanças nas condições.

A pesca à vista de tambor preto é uma experiência emocionante e desafiadora para pescadores de todos os níveis.

Com o equipamento certo, seleção de iscas e técnicas, você pode aumentar suas chances de uma captura bem-sucedida. Lembre-se de ser paciente e observador e estar sempre disposto a adaptar sua abordagem conforme necessário para otimizar sua experiência de pesca à vista.

Tambor preto para pesca à vista

A pesca de mira ao tambor negro é uma técnica em que os pescadores procuram o peixe em águas rasas e lançam sua isca ou isca diretamente neles.
A melhor hora do dia para avistar o tamboril é no início da manhã ou no final da tarde, quando o sol está baixo e a água está calma.
A melhor isca para usar na pesca à vista tambor preto é isca viva ou cortada, como camarão ou caranguejo. Iscas artificiais também podem funcionar, mas iscas vivas podem ser mais eficazes.
A pesca à vista para o tambor preto é mais eficaz em águas com 2 a 4 pés de profundidade.
A melhor maneira de identificar o tambor preto ao pescar à vista é procurar sombras escuras ou manchas no fundo da água.
Uma vara giratória média a pesada com uma ação rápida emparelhada com um carretel de qualidade é ideal para a pesca à vista de tambor preto.
A melhor técnica para lançar o tambor preto na pesca à vista é conduzir o peixe alguns metros e lançar sua isca ou isca diretamente em seu caminho.
Ao sentir uma mordida, espere um momento antes de colocar o anzol para garantir que o peixe esteja com a isca ou isca na boca. Em seguida, dê um empurrão firme na haste para cima para fixar o anzol.
Ao lutar contra um tambor preto, mantenha a ponta da vara para cima e moline em qualquer linha frouxa. Seja paciente e deixe o peixe se cansar antes de tentar enrolá-lo.
Para soltar um tambor preto, segure-o na água e remova o anzol com cuidado. Em seguida, apoie o peixe sob a barriga e solte-o de volta na água.



Pescando no oleoduto Gulfstream no Golfo do México
Pescando no oleoduto Gulfstream no Golfo do México